Home >>Notícias >> Pedágio: baixam os preços do pagamento eletrônico nas rodovias de SP

NOTÍCIAS

Pedágio: baixam os preços do pagamento eletrônico nas rodovias de SP

28/05/2012 - Pedágio: baixam os preços do pagamento eletrônico nas rodovias de SP

A operadora que administra o Sem Parar baixou os preços da taxa de adesão e da mensalidade, além de criar a modalidade de pagamento pré-pago. A outra operadora, a DBTrans - Auto Expresso, passa a oferecer os mesmos serviços, com tarifas diferenciadas.

O usuário do Sem Parar tinha de pagar antes R$ 66,72 de taxa de adesão. A mensalidade que antes custava R$ 11,90 no Plano Clássico e R$ 15,76 no Adesão Zero terá novos valores. Agora a adesão é zero, com mensalidade menor, de R$ 8 no plano pós-pago.

Está sendo lançado o plano Pré-Pago Paulista Sem Parar, com carga mínima de R$ 25 e taxa de recarga de R$ 4, sem taxa de adesão. O usuário poderá fazer recargas até R$ 150 nesta modalidade. O novo plano pós-pago São Paulo Sem Parar terá mensalidade de R$ 8, também sem taxa de adesão.

Já o modelo DBTrans - Auto Expresso livre, que será pré-pago, terá adesão de R$ 57,12, com taxa de recarga de R$ 6. No modelo pós-pago, o Auto Expresso também terá adesão de R$ 57,12 e mensalidade de R$ 6. Nos dois casos não é necessário pagar caução. Já o Sem Parar cobra caução de R$ 40 no sistema pré-pago. Outra novidade Auto Expresso é que os caminhoneiros terão a disposição o serviço Vale Pedágio através de tag.

Os novos valores passam a valer a partir de 15 de junho para todos os usuários de rodovias no Estado de São Paulo que utilizam o sistema de pagamento eletrônico de pedágio Sem Parar. O início dos novos serviços integra uma política de transporte público em desenvolvimento pela Secretaria de Logística e Transportes, Governo do Estado, com o objetivo de prestar mais e melhores serviços, com eficiência e modernidade.

A DBTrans recebeu no ano passado autorização da Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) para iniciar operação no Estado. Depois de vários testes realizados, os equipamentos da empresa foram aprovados e estão prontos para iniciar operação.

Agora, começa o processo de instalação dos equipamentos da DBTrans - antenas e leitores - nas 144 praças de pedágio. O prazo para conclusão é de 90 dias, segundo estimativa da operadora. Assim, o usuário poderá utilizar o serviço em todo território paulista, nos mais de 6,2 mil quilômetros de rodovias concedidas.

A expectativa da Artesp é que ainda este ano novas operadoras iniciem prestação de serviço em São Paulo. Uma delas é a Roadcard, que já entrou em contato com a Agência e solicitou informações sobre o processo de autorização para Operadoras de Serviços de Arrecadação. Há também interesse de empresas que operam fora do Brasil.
Fonte: VNews globo.com em 28/05/2012

 

 

 

  • Bradesco
  • Unisa
  • PUC
  • São Camilo
Anuncie seu Veículo Fale Conosco
© - PARKWAY - Todos os direitos reservados